NÃO QUERO MAIS

Não quero mais ficar te imaginando voltar. Não quero mais passar o tempo ouvindo músicas que me conectam a você. Não quero mais escrever, escrever, escrever para você. Não quero mais passear pelas redes sociais e encontrar teu rosto, teus dizeres, teu caminho que seguiu para longe de mim.

Ficou pesado e a culpa é minha, por isso, não quero mais ter notícias tuas. Nem quero mais lembrar teus beijos quentes. Nem da tua roupa pendurada no meu guarda roupa. Não quero mais ver meus olhos observando do alto aquela cena de acordar e te ver me olhando. Viu? Eu lembro de tudo e não tem como ser mais torturante que juntar minha ansiedade com as memórias que guardei numa caixa que fica no quarto de visitas.

Não quero mais entrar em rede de relacionamento. Não quero ter meu tempo aproveitado com tanto carinho e ver partidas repentinas. E o fato principal nem é o não querer, é que não aguento mais me colar, pedaço por pedaço, me entregar e depois ficar tudo para organizar de novo. E é por isso tudo que não quero mais…

Não quero mais, sabe por quê? Porque é gostoso demais te ver voar, é gostoso demais ver teu olho brilhar. É gostoso demais ter você aqui dentro, mesmo batendo asas para tão, tão distante. É gostoso demais te ver abraçando a liberdade e fazendo dela sua melhor parte. É gostoso d-e-m-a-i-s.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: