Querido diário (dois)

Querido diário,

Ontem alcancei mais um objetivo: 5km de corrida sem interrupção. Terminei morrendo – morrendo de cansaço, morrendo de orgulho, morrendo de felicidade. Realizei mais uma corrida que há algum tempo tinha em mente fazer.

Não foi fácil, sabe? Fui conversando o tempo todo comigo mesma, tinha horas que o cansaço era tanto que a respiração falhava e tampava a garganta. Minha mente conversava comigo o tempo todo ‘só mais um km’, ‘termina essa subida, vai, é a parte mais difícil, mas a decida vai dar pra recuperar o fôlego’, ‘você consegue, Laura, você consegue’. Não fosse essa comunicação fluindo, não teria conseguido.

Fiquei quase um mês sem acordar às 5h, acordava e voltava a dormir. Entendia que meu corpo necessitava de um pouco de descanso, me tornei preguiçosa de novo, mas foi bom. Porque só assim percebi o quanto faz bem pro meu humor acordar mais cedo, o quanto me torno mais produtiva e aproveito mais meus dias. Até durmo melhor.

Ps.: continuo distraída, hoje pisei em falso e torci o tornozelo. Talvez não consiga correr os 7km que prentendia à noite, mas até o final de semana terei mais uma meta concluída, eu acredito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s