QUE HOMÃO DA PORRA ME TORNEI

Texto meu para Jefferson Pena, amigo e irmão.

 

É, são vinte e oito anos neste planeta Terra. E eu que não gosto de comemorar esta data, hoje resolvi que vai ser diferente, afinal, tem tanta coisa boa acontecendo na minha vida. Estou crescendo. Levando uns tombos que não mostro, e tomando umas pingas que vocês veem.

Posso afirmar que sinto uma plenitude invejável, nessas 28 voltas completadas. Fico feliz em poder me assumir como ser humano, como homem e principalmente em ser muito mais do que o cara que se relaciona com pessoas do mesmo sexo. Sou cabeleireiro, engraçado, amigo e divertido. Tenho meu lado sentimental, que só quem é próximo de verdade a mim, vê.

Sou um cara que já viveu algumas histórias, que contribuíram para que eu seja quem sou hoje. Que me ensinaram, às vezes, de uma forma cruel. Noutras, de maneira tão linda – que amor é importante. E acredito, muito!, no respeito e que este irá prevalecer e ganhar. Creio que o ser humano pode alcançar novos caminhos, porque está tudo dentro da gente – basta reparar.

E num cenário que não vemos muita esperança no futuro, quero ser a pessoa que diz: calma, há de se ter esperança. Somos a geração que vai mudar o mundo, e torço pra que seja para melhor.  E olhando essa foto, nesse dia especial pra mim, só consigo pensar: QUE HOMÃO DA PORRA ME TORNEI.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s