Transformação

Sabia que era hora de mudar tudo, jogar para o alto todas as coisas certas que tinha na vida e abraçar o novo. O diferente, o transformador. Era hora de me movimentar, porque quem não se movimenta não experimenta a vida. Percebi que minha cidade já era pequena para mim. Que o trabalho era bom, mas eu precisava de mais. Meus amigos eram tão essenciais quanto minha presença comigo.

Sentia que não estava em paz comigo e acreditei que com uma mudança drástica o movimento me traria algum sentimento de conforto. Tudo estava muito parado, muito cômodo. Aquilo não era bom, entende? Estar acomodado a algo ou alguém nunca irá nos levar às coisas maravilhosas, só a coisas boas. Simples assim, pedi as contas, mudei de cidade. Deixei os atalhos e encontrei um novo desafio.

Me senti novo, de novo. Gigante num mundo muito maior do que eu. Me senti meu, livre. Encontrei pessoas novas. Aprendi mais. Conheci novos lugares, pessoas, músicas. Estive em maior contato com a arte. Com a vida! Ah, a vida!!

Não me arrependo um dia sequer, faria tudo de novo. E farei novamente caso me sinta pequeno, sem brilho. Viver é isso, estar em frequentes mudanças. Sejam elas quais forem, é preciso abraçar a vontade de viver.

Por: Laura Aquino

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s